EPAA/AAPE Chamada Dossiê

Edtech e Políticas de Formação Humana

 

Editores Convidados: Lílian do Valle (UERJ); Daniel Mill (UFSCar); Aldo Victorio Filho (UERJ)


Proposta de Dossiê: Edtech e políticas de formação humana

As tecnologias digitais de informação e comunicação vêm se apresentando, há algumas décadas, como responsáveis por uma revolução verdadeiramente cultural – incidindo não apenas sobre o domínio educacional mas, muito mais do que isso, alterando profundamente os modos de ser, de sentir, de viver e de desejar das sociedades. Sob a evolução tecnológica pesam não apenas as promessas, mas também as maldições que se multiplicaram, a bem da verdade, desde o início da Modernidade. E ainda hoje, essas manifestações continuam a proliferar, na pena dos profetas da catástrofe – que imaginam a superação do humano pela máquina – dos entusiastas do progresso como fim em si – que propõem alegremente o transhumanismo como uma nova realidade inexorável – e daqueles que, avessos às previsões, apenas denunciam a dependência que todos acabamos por estabelecer com os gigantes da realidade informática. Os horizontes que as TIC abrem para a formação humana são igualmente marcados por estas promessas e fantasmas, por estes anúncios e denunciações: a tecnologia aproxima da arte visual e cênica, da literatura, das novas expressões, da investigação de temas polêmicos e inovadores os que talvez a estas expressões jamais teriam acesso, a todos aqueles interessados em ir além de seu pequeno mundo privado; mas até onde pode avançar a cultura sem o diálogo humano vivo?

 

No campo especificamente voltado para a educação e as suas políticas, como recusar o engodo da edtech, apresentada como panaceia, sem rejeitar, ao mesmo tempo, as inúmeras possibilidades abertas para o trabalho pedagógico? O desenvolvimento da Educação a Distância não é uma promessa, é uma realidade que se impõe a todos nós. Como pensar, a partir daí, os processos de aprendizagem, a exigência de democratização, a formação de professores?

Este dossiê pretende acolher artigos que contribuam tanto para as críticas dos múltiplos discursos mistificadores quanto para a implementação de políticas e programas de educação a distância, estando aberto a perspectivas históricas, a análises da realidade atual, e à prospecção das possibilidades abertas para a edtech.

 

Cronograma:

Submissão de artigos: até 31 de abril de 2018

Período de Avaliação: até 31 de junho de 2018

Revisões: até 15 de agosto de 2018

Diagramação e publicação: septembro de 2018

 

Idiomas aceitos para envio de artigos: português, espanhol e inglês.

 

Editores convidados

Lílian do Valle – lilidovalle@gmail.com

Daniel Mill – mill.ufscar@gmail.com

Aldo Victorio Filho – avictorio@gmail.com