Skip to main content Skip to main navigation menu Skip to site footer

The policies for expanding educational opportunities in Brazil and the school trajectories in the education of young people and adults in high school in Rio de Janeiro

PDF (Português)

Published: 2018-12-03

Authors

Elionaldo Fernandes Julião

Universidade Federal Fluminense (UFF)

Mônica Dias Peregrino Ferreira

Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio)

Keywords: education policy; basic education; youth and adult education; secondary school

Abstract

School expansion policies in Brazil, designed from the 1990s, increased the population's access to fundamental education, reaching 98.2% of the resident population in the age group from 6 to 14 years old in 2010. However, according to data released by the Brazilian Institute of Geography and Statistics in 2012, illiteracy still reaches 8.6% of the population aged 15 or older; 8.1% of young people between 18 and 24 years of age still attends elementary school , 34.2% high school and 51.3% higher education. The data shows that although we are universalizing access to elementary education in the age group of 6 to 14 years, we still suffer the result of a large number of young people who, due to problems of retention and evasion, remain, out of school, or in a situation of school lag. Considering such questions, this article, which is based on the results of a research on secondary school and in youth and adult modality conducted in the State of Rio de Janeiro in Brazil, aims to reflect about the expansion of compulsory basic education in the country and the effects of this expansion considering the school trajectories in the modality.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Elionaldo Fernandes Julião

Universidade Federal Fluminense (UFF)

O autor é Doutor em Ciências Sociais e Professor Adjunto em Educação de Jovens e Adultos do Instituto de Educação de Angra dos Reis e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal Fluminense. Vice-coordenador do Núcleo de Estudos e Documentação em Educação de Jovens e Adultos – NEDEJA da UFF. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em educação de jovens e adultos e políticas públicas de privação de liberdade, atuando principalmente nos seguintes temas: educação de jovens, adultos e idosos; políticas públicas; ressocialização; sistema penitenciário; sistema socioeducativo e políticas públicas de educação em espaços de restrição e privação de liberdade. Foi consultor de organismos internacionais como UNESCO, OEI e CICV e autor de vários artigos e capítulos de livros sobre políticas de educação para jovens e adultos em situação de restrição e privação de liberdade.

Mônica Dias Peregrino Ferreira

Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio)

A autora é Doutora em Educação e Professora Adjunta de Sociologia da Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio). Ganhadora do Premio Capes Tese na área de Educação em 2007, pela tese "Desigualdade numa escola em mudança: trajetórias e embates na escolarização pública de jovens pobres". Coordenadora do Grupo de Estudos e pesquisas sobre Juventude, Escola, Trabalho e Território (JETT), coordena a pesquisa "Escola, Trabalho e Território: elementos para a compreensão dos modos de transição para a vida adulta de jovens em defasagem escolar no Rio de Janeiro". Atua principalmente nos seguintes temas: processos e condições de expansão escolar no Brasil; juventude e seus processos de socialização; desigualdades sociais.

PDF (Português)

Published: 2018-12-03

How to Cite

Julião, E. F., & Peregrino Ferreira, M. D. (2018). The policies for expanding educational opportunities in Brazil and the school trajectories in the education of young people and adults in high school in Rio de Janeiro. Education Policy Analysis Archives, 26, 156. https://doi.org/10.14507/epaa.26.3079