Autism: early childhood education as an intervention scenario

Main Article Content

Abstract

In recent decades, the effectiveness of early intervention programs for children with autism has been widely investigated. The importance of early and intensive care for this population is grounded in principles of neuroplasticity and developmental theories. The scientific literature documents the need for including children younger than five in early intervention programs, for a minimum of 25 hours per week. In this case, early childhood education settings and preschools become highly-promising educational scenarios for implementing intervention. In addition to working with children (birth-5) in full or part-time schedules, these educational programs focus on the integral development of the child, including physical, psychological, intellectual, and social aspects. The purpose of the current article is to describe the principles of early intervention, with an emphasis on best practices directed toward people with autism. Additionally, the relevance of this type of intervention in the context of early childhood education settings in Brazil is further discussed.

Downloads

Download data is not yet available.

Article Details

How to Cite
Nunes, D., & Araújo, E. R. (2014). Autism: early childhood education as an intervention scenario. Education Policy Analysis Archives, 22, 84. https://doi.org/10.14507/epaa.v22n84.2014
Section
Educação especial: diferenças, currículo e processos de ensino e aprendizagem
Author Biographies

Débora Nunes, PhD. em Educação Especial, Docente do Departamento de Fundamentos e Políticas da Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Ph.D. em Educação Especial pela Florida State University, com mestrado em Educação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). É docente dos Programas de Graduação e Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Atualmente é editora adjunta da Revista Brasileira de Educação Especial e integrante da Base de Pesquisa sobre Educação de Pessoas com Necessidades Especiais (UFRN). Desenvolve pesquisas sobre autismo, comunicação alternativa e adaptação curricular.

Eliana Rodrigues Araújo, Mestre em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte –

Mestre em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), com mais de 15 anos de experiência em intervenção precoce de crianças com autismo no contexto domiciliar. Atualmente é pedagoga na CAENE/UFRN, onde desenvolve estudos sobre a inclusão de alunos com autismo e atua como mediadora no processo de inclusão dos estudantes com autismo e altas habilidades na Universidade. 

Most read articles by the same author(s)